Work in progress/ Obra em curso 3

          "Já deve ter percebido que eu não aprovo essa metodologia, Agente Patton. Na maioria dos casos, a doença é induzida ao paciente no momento do diagnóstico. Por exemplo, aquilo que é popularmente conhecido por Síndrome de Personalidade Múltipla chama-se dissociação. É algo que fazemos todos os dias no nosso quotidiano. Quando conduzimos o carro de casa para o trabalho, normalmente não pensamos no caminho que estamos a percorrer, concentramo-nos noutras coisas, no que vamos fazer nesse dia, se vamos sair à noite, nas compras que temos que fazer, num filme que vimos na televisão. É um exercício comum que, se for levado ao extremo, por vezes se transforma numa doença. As chamadas personalidades múltiplas são vozes diferentes da mesma psicopatologia. Eu não quero ver algo do género acontecer consigo. Quero ajudá-lo, através da psicanálise, a compreender o que lhe aconteceu naquela noite. Acredito que a resposta está algures dentro de si. A causa do seu problema está enraizada em algo que lhe aconteceu no passado."

https://soundcloud.com/antoniobizarro/dark-city-lights

Sem comentários:

Publicar um comentário